07 outubro 2021 | 07h32
  594
Compartilhar      
Bayer vence 1º caso que trata de alegação sobre herbicida como suposta causa de câncer

A Bayer venceu seu primeiro julgamento provocado por alegações de que o herbicida Roundup provoca câncer, depois que um júri do Estado norte-americano da Califórnia decidiu que o produto não foi uma causa substancial de uma forma rara de linfoma não-Hodgkin, informou a empresa na terça-feira (5).

Destiny Clark alegou que seu filho Ezra desenvolveu um linfoma de Burkitt depois de ser exposto ao Roundup, que ela borrifou em ervas daninhas na residência da família.

Clark processou a Monsanto, de propriedade da Bayer, por não alertá-la dos riscos de câncer decorrentes do uso do Roundup.

O veredicto é o quarto envolvendo o Roundup e o primeiro a favor da empresa.

Processos relacionados ao herbicida assombram a Bayer desde que ela adquiriu a marca como parte de uma compra de 63 bilhões de dólares do negócio de sementes e pesticidas agrícolas da Monsanto em 2018.

Em um comunicado, a Bayer disse que o veredicto é condizente com décadas de ciência e pesquisas que mostram a segurança do glifosato, o principal ingrediente do Roundup.

"Embora tenhamos grande solidariedade por Ezra Clark e sua família, o júri analisou cuidadosamente a ciência aplicável a este caso e determinou que o Roundup não foi a causa de sua doença", disse a companhia.

Um advogado de Clark disse que uma apelação está sendo cogitada.

"Estamos decepcionados pelo menino e por sua família", disse Fletcher Trammel. "Temos vários casos de Roundup pendentes em todo o país no ano que vem e estamos ansiosos para julgá-los".

Dois dos três outros veredictos ainda estão em processo de apelação da Bayer, incluindo um em que a empresa espera seja analisado pela Suprema Corte dos Estados Unidos e no qual uma decisão favorável poderia encerrar os casos relacionados ao Roundup.

A empresa fechou acordos em cerca de 96 mil de aproximadamente 125 mil casos ligados ao seu produto.

.

Fonte:

G1

Copyright 2017 © Todos os direitos reservados - Rádio Tapejara FM 101.5. contato@radiotapejara.com.br
55.723.339 de acessos desde 2009