Adolescente de Carazinho denuncia importunação sexual de motorista de ônibus em viagem para SC
POLÍCIA
951

Adolescente de Carazinho denuncia importunação sexual de motorista de ônibus em viagem para SC

Homem já havia sido preso e era investigado por estupro

27/03/2024 15:16
Compartilhar
        


Uma adolescente de 14 anos de Carazinho registrou uma denúncia de importunação sexual por parte de um motorista auxiliar em uma viagem de ônibus entre a cidade do norte gaúcho e Balneário Camboriú, em Santa Catarina. O caso aconteceu na última segunda-feira (25) durante o trajeto de cerca de 600 quilômetros.

O pai da adolescente registrou boletim de ocorrência após encontrar a filha chorando no desembarque. De acordo com informações da Polícia Militar para o g1, a jovem relatou que o homem pediu que ela fosse para a cabine na parte de baixo do veículo. Lá, ele disse para ela ficar por cinco minutos para ver se gostava do ambiente e que faria a troca de lugar se isso se confirmasse.

Em seguida, o motorista auxiliar se deitou ao lado da adolescente e encostou no corpo dela sem consentimento, além de fazer perguntas de cunho sexual. A vítima, então, teria inventado uma desculpa e voltado para a poltrona de origem, no andar superior do ônibus.

O motorista principal do veículo disse à polícia que o infrator era um copiloto freelancer e desceu na rodoviária de Itapema, também em Santa Catarina. A jovem reconheceu o suspeito através de uma foto e a polícia agora busca pelo sujeito.

O homem já havia sido preso antes e tinha um inquérito policial em andamento por estupro de vulnerável. Na Polícia Civil, a investigação foi aberta na Delegacia de Proteção à Criança, Adolescente, Mulher e Idoso (DPCami).

Em nota, a empresa de ônibus Flixbus disse que a viação parceira responsável pelo serviço afastou o funcionário suspeito e que presta "todo o suporte necessário à passageira e a seus responsáveis".

Já a 4Bus, que executou o transporte, disse que vai "disponibilizar às autoridades policiais todas as informações" e que "o motorista foi afastado imediatamente e estava devidamente registrado, porém, ainda no período de experiência" (leia as notas na íntegra abaixo).

O que disse a Flixbus

“No primeiro momento, prestamos todo o suporte necessário à passageira e a seus responsáveis para assegurar a integridade da denunciante. Estamos, em conjunto com a viação parceira responsável pela prestação do serviço - que é quem detém o contrato de trabalho com o denunciado -, apurando com diligência a denúncia, que é grave, com o intuito de esclarecer os fatos e contribuir com as autoridades para que sejam providenciadas as medidas legais e procedimentais cabíveis. Informada da ocorrência, nossa parceira afastou imediatamente o funcionário supostamente envolvido da prestação do serviço.”

O que disse a 4Bus

“Tivemos conhecimento do fato, e iremos disponibilizar às autoridades policiais todas as informações e dados necessários para apuração da denúncia. Ainda não recebemos o Boletim de Ocorrência e demais orientações da autoridade policial, mas estamos reunindo tudo que puder contribuir.

O motorista foi afastado imediatamente e estava devidamente registrado, porém, ainda no período de experiência. Estamos empenhados na colaboração das investigações não só às autoridades, mas também à denunciante. Repudiamos tais condutas e sempre temos como basilar da empresa o zelo pela segurança, integridade, privacidade das pessoas.”




Notícias Relacionadas