24 janeiro 2022 | 05h25
Atualizado em 24 janeiro 2022 | 05h30
  5.3K
Compartilhar      
Tradicional loja de Porto Alegre, Ughini irá fechar as portas de sua última unidade
O fechamento também alcança a Usacon em Tapejara

A tradicional loja Ughini, especializada em vestuário e itens esportivos, irá encerrar as atividades na sua última loja, na Avenida Voluntários da Pátria, em Porto Alegre. Foram mais de 70 anos no endereço. O fechamento também alcança a unidade industrial do grupo na cidade de Tapejara, sob o nome Usacon Indústria de Confecções.

Na manhã deste sábado, 22/01, a informação obtida na loja da Capital foi de que as portas continuarão abertas somente até o dia 31 de janeiro, com queima de estoque e desconto de 50% nas compras em dinheiro.

A reportagem buscou contato com a família proprietária por telefone e presencialmente no estabelecimento, mas não houve retorno. A interrupção das atividades teria sido motivada por uma crise financeira da Ughini. Pelo menos 120 empregados, tanto da unidade varejista quanto da industrial, já assinaram um acordo de rescisão com a empresa, mediado pelo Sindicato dos Empregados no Comércio de Porto Alegre (Sindec). No acerto, os trabalhadores não receberam as verbas rescisórias. Presidente do Sindec, Nilton Neco diz que houve apenas a comunicação do aviso prévio para que os empregados pudessem sacar o saldo do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) e encaminhar o recebimento do seguro-desemprego.

— Aconteceu um problema financeiro grave na empresa. Os funcionários nos procuraram e conseguimos firmar esse acordo. Neste mês de janeiro, fizemos uma assembleia e quase todos os trabalhadores aderiram. A rescisão terá de vir numa cobrança judicial do sindicato. Vamos ter de ir atrás de bens para pagar o restante da indenização. São as informações que temos até agora — diz Neco.

Um dos empregados que aderiu ao acordo foi Altemir Willenberg da Luz, vendedor do setor esportivo da Ughini com 12 anos de casa. Ele diz que deixou a empresa sem receber os salários de novembro e dezembro de 2021. Também relatou que faltaram depósitos de FGTS do seu último ano de vínculo. O Sindec e outra ex-funcionária ouvida pela reportagem disseram que o 13º salário do ano passado ficou sem quitação.

— Foi uma loja muito boa. Nada a reclamar, trabalhei 11 anos com salário em dia. De um ano para cá é que começou a atrasar e deixaram os funcionários nessa situação — lamenta Luz.

Na manhã deste sábado, poucos empregados cumpriam expediente na loja. Um cartaz afixado à porta anunciava a queima de estoque. Nos expositores, havia camisas, camisetas, calças, calçados, tênis esportivos e chuteiras, entre outros itens.

Conforme informação do site da Ughini, a empresa completaria 95 anos em junho de 2022. As atividades industriais da Usacon começaram em 1927 na localidade de Sede Teixeira, hoje Tapejara, distante 50 quilômetros de Passo Fundo. Já com o nome Ughini, o negócio iniciou com dedicação ao comércio de secos e molhados, ferragens e cereais. Em 1950, a Ughini instalou sua loja na Avenida Voluntários da Pátria, voltada ao vestuário.

A marca chegou a ter filiais em Canoas e Cachoeirinha. Segundo informações do site corporativo, a unidade industrial alcançou produção média mensal de 50 mil peças de jeans masculinos, femininos e infantis.

Fonte: Gaúcha ZH

Copyright 2017 © Todos os direitos reservados - Rádio Tapejara FM 101.5. contato@radiotapejara.com.br
56.733.866 de acessos desde 2009