Polícia Federal reprime o crime de contrabando de agrotóxicos
POLÍCIA
796

Polícia Federal reprime o crime de contrabando de agrotóxicos

Produtos ilegais eram trazidos da Argentina

Por Alessandra Staffortti
19/06/2024 09:00
Compartilhar
        


A Polícia Federal, na manhã desta quarta-feira (19/06), cumpre dois mandados de busca e apreensão no município de Chapecó/SC, expedidos pela 3ª Vara Federal de Passo Fundo/RS, com o fim de reprimir o contrabando de agrotóxicos provenientes da Argentina.

A investigação policial teve início em novembro de 2022, quando um indivíduo foi preso em flagrante no Município de Barão do Cotegipe/RS, conduzindo um caminhão carregado com 195 galões de agrotóxicos de origem estrangeira, introduzidos no Brasil sem os trâmites regulares de importação e os quais não possuem autorização para comercialização no Brasil. A mercadoria apreendida foi avaliada em R$ 235 mil pelo órgão fazendário.

A apreensão foi o ponto de partida para uma investigação da PF que identificou um empresário radicado em Chapecó/SC como o real contrabandista do agrotóxico.

O suspeito teria adquirido os produtos na Argentina e contratado motoristas brasileiros para transportar a carga da fronteira com o país vizinho até os compradores do produto, tendo como destino o Rio Grande do Sul, mas também possuindo outros compradores no Estado de Santa Catarina.

A Polícia Federal apontou que o empresário teria sido responsável pela importação irregular e remessa de várias outras cargas de agrotóxico que foram apreendidas nos anos de 2022 e 2023.

O objetivo da ação é a colheita de provas em relação aos principais investigados, visando reprimir o comércio ilegal de agrotóxicos.

.

Fonte: Vang FM




Notícias Relacionadas