Polícia ouve testemunhas e tenta identificar criminosos que mataram pai e filho em Muliterno
POLÍCIA
1.2K

Polícia ouve testemunhas e tenta identificar criminosos que mataram pai e filho em Muliterno

02/04/2024 14:25
Compartilhar
        


A Polícia Civil começou a ouvir testemunhas do assalto a um mercado que resultou na morte de pai e filho em Muliterno, no norte do RS, no domingo (31). Os depoimentos começaram na segunda-feira (1), logo após a cerimônia de despedida de Luiz Sobrinho Brollo, 71 anos, e Fábio Júnior Brollo, 44, que reuniu cerca de 700 pessoas.

Conforme o delegado regional de Passo Fundo Adroaldo Schenkel, os depoimentos devem continuar ao longo desta terça-feira (2). “Não há um número exato de quantas pessoas devem ser ouvidas. Os depoimentos vão ocorrer à medida que as pessoas que viram alguma coisa vão sendo identificadas, bem como aquelas que têm alguma informação pertinente. Vamos preservar o que as pessoas disseram, pois isso é conteúdo da investigação”.

O delegado acrescenta que ainda não foi possível ouvir Afrânio Leonardo Brollo, que também é filho de Luiz e que ficou ferido após levar uma coronhada durante a ação criminosa. Segundo o chefe da polícia, ele ainda estava em choque nessa segunda-feira.

Buscas continuam

A polícia segue com o trabalho de busca pelos três homens envolvidos no crime. De acordo com Schenkel, os envolvidos no latrocínio não foram reconhecidos como criminosos que já atuaram em crimes anteriores na região. “Não são elementos conhecidos (pela polícia). Agora, também estamos trabalhando com a busca de imagens para tentar identificar essas pessoas e prendê-las o mais rápido possível”.

Ainda no domingo (31), o carro utilizado na fuga pelos criminosos foi encontrado pela Brigada Militar abandonado no interior do município, próximo à BR-285.

O crime

Imagens de câmeras de videomonitoramento flagraram a ação dos criminosos que mataram pai e filho. O trio ingressou no estabelecimento às 8h15min, anunciou o assalto às 8h27min e saiu às 8h36min, depois de atirar contra o comerciante Luiz Brollo Sobrinho, que morreu no local.

Nas imagens é possível ver que Brollo tentou acertar o assaltante com o que parece ser um pedaço de madeira depois que seu filho, Fábio, foi atingido por um tiro dos assaltantes. Fábio chegou a ser socorrido, mas morreu a caminho do hospital de David Canabarro.

Afrânio Leonardo, outro filho de Luiz, ficou ferido após levar uma coronhada, mas está fora de perigo.

Além do mercado, o local mantido por Fábio também abrigava um bar, uma lotérica e um caixa eletrônico. Pai e filho foram enterrados na manhã de segunda-feira em Muliterno, em cerimônia que causou comoção regional.

Fonte: GZH / Passo Fundo




Notícias Relacionadas