23 junho 2022 | 14h25
Atualizado em 23 junho 2022 | 14h26
  275
Compartilhar      
Para encerrar alagamentos, Lagoa Vermelha terá de investir R$ 3,5 milhões
Toda infraestrutura de escoamento deverá passar por revisão

O problema dos frequentes alagamentos em ruas de Lagoa Vermelha não pode ser resolvido rapidamente, conforme o vice-prefeito do município Eder Piardi (PP).

Ele informa que as obras necessárias para garantir o escoamento da água são caras e devem ocorrer ao longo do tempo. De acordo com o gestor, será necessário um recurso de aproximadamente R$ 3,5 milhões para iniciar as intervenções.

“É um ambiente bastante úmido, uma terra que não é uma terra firme. É uma terra de banhado. Então é um projeto bastante grande, que vai ter que ter valas bastante profundas, vai ter que ter escoramento [...] até para você não comprometer a estrutura de casas, estrutura que já existe nas ruas, como esgoto, drenagem, de água. É uma imensidade de coisas que você tem que avaliar na confecção desse projeto”, relata.

Os frequentes alagamentos chamaram a atenção do Ministério Público, que pediu informações a respeito da solução do problema. Piardi informou que o município apresentou a projeção de trabalhos. O recurso necessário para as obras deverá ser buscado junto aos ministérios e outros órgãos com capacidade de contribuir.

Bueiro tapado

O vice-prefeito também informou, ter obtido informações de que bueiros da Rua Tiradentes estavam tampados com pedras. Conforme Eder, funcionários da prefeitura identificaram a cobertura dos equipamentos quando faziam vistoria, depois do alagamento da terça-feira.

“Provavelmente alguns moradores colocaram algumas lajotas em cima das bocas de lobo, provavelmente por causa do cheiro. Não existe como escoar a água se tem pedras em cima”, pontuou.

Fonte: Rádio Cacique

Copyright 2017 © Todos os direitos reservados - Rádio Tapejara FM 101.5. contato@radiotapejara.com.br
57.000.115 de acessos desde 2009