08 janeiro 2021 | 08h24
  8.8K
Compartilhar      
Idoso de 91 é estuprado por paciente de 37 anos, ambos internados com Covid

Um crime ocorrido em um hospital de campanha de Natal (RN) chocou a população da cidade nessa quinta-feira (7). Um homem de 37 anos, que estava internado no Hospital Municipal de Campanha na Vila Costeira para tratar da Covid-19, foi preso sob a acusação de estuprar um idoso de 91 anos na unidade de saúde, também internado com Covid.

Segundo a Polícia Militar, que foi acionada pela equipe do hospital, que constataram o estupro após avaliação médica, o crime aconteceu por volta das 19h30 dessa quarta-feira (6). Nesta quinta-feira (8), a Polícia Civil deu voz de prisão para o suspeito após ele ser ouvido na Central de Flagrantes da corporação. Ele foi encaminhado ao Hospital Walfredo Gurgel, em uma ala destinada a pacientes presos e que tratam da Covid-19. A vítima e testemunhas também foram ouvidos.

O caso agora está sendo investigado pela Delegacia Especializada de Proteção ao Idoso (Depi).

Em nota, a Secretaria Municipal de Saúde de Natal informou que tomou as “providências cabíveis” sobre o caso. “A Secretaria Municipal de Saúde de Natal lamenta profundamente o ocorrido, informa que tomou todas as medidas cabíveis, denunciando e colaborando com a polícia a quem cabe investigar e seguir com o processo”.

Já o Sindicato de Trabalhadores em Saúde do RN (Sindisaúde-RN) divulgou uma nota de repúdio em que responsabiliza a prefeitura potiguar pelo ocorrido.

“A violência ocorrida demonstra a falta de segurança na unidade, um problema recorrente no município de Natal, onde constantemente pacientes e servidores são expostos a todo tipo de violência, entre roubos, assaltos, agressão e, neste caso, estupro. Além disso, existe um grande déficit de profissionais no município, contribuindo com a sobrecarga de trabalho, quando muitas vezes um servidor da saúde fica responsável por dez pacientes em um único plantão. No entanto, o prefeiro Álvaro Dias se nega a convocar os aprovados do último concurso da SMS. Atualmente o hospital de Campanha funciona apenas com contratos temporários, que não dá conta de atender toda a população da capital”, diz trecho da nota divulgada pelo sindicato.

Fonte:

Revista Fórum

Copyright 2017 © Todos os direitos reservados - Rádio Tapejara FM 101.5. contato@radiotapejara.com.br
53.659.392 de acessos desde 2009