30 outubro 2020 | 08h35
  298
Compartilhar      
Normalização da entrega de materiais de construção deve ocorrer em 2021

A indústria está sofrendo com a falta de alguns produtos. Há dificuldade em metais, alumínio, vidro e até plástico. Tradicionalmente o final de ano movimenta as reformas das casas. E mesmo com a pandemia as obras seguem a todo vapor.

O gerente da GM Materiais de Construção de Passo Fundo, Alexandre Luís dos Santos, relatou que houve uma grande recuperação das vendas de produtos, no entanto, paralelo a isso, há dificuldade no recebimento de matéria-prima. É possível que a normalidade na entrega dos produtos aconteça no ano que vem.

O gerente explica que a venda foi maior que o previsto em todos os aspectos da construção civil, desde do bruto ao acabamento. Com alta na demanda de produtos, as fábricas tiveram dificuldade em liberar as cargas.

Algumas fábricas não tinham estoques grandes para manter o mercado ativo e ele por si só não parou e continuou vendendo, mesmo sem produção. Tudo isso atrelado a alta no consumo fez com que faltasse matéria-prima, pois a produção não era condizente com o que a demanda necessitava.

Atraso na entrega

O gerente contou que a falta de produto já se arrasta a três meses. No entanto, ela é minimizada com a entrega atrasada.

Os incentivos do governo fez com que a venda continuasse a acontecer. Ainda segundo ele quando a pandemia se estabilizar a normalidade na entrega só acontecerá no ano que vem.

O gerente relata que as pessoas anteciparam as reformas e agora no fim do ano elas se intensificam e a expectativa de vendas para o final do ano é boa.

Fonte:

Uirapuru

Copyright 2017 © Todos os direitos reservados - Rádio Tapejara FM 101.5. contato@radiotapejara.com.br
53.290.777 de acessos desde 2009