31 julho 2020 | 08h52
  575
Compartilhar      
Governo vai levar em conta origem dos pacientes internados para rodar bandeiras
Mudança já entra em vigor nesta sexta, quando sai o mapa

O governador Eduardo Leite anunciou, nesta quinta-feira, que a classificação das bandeiras do mapa de Distanciamento Controlado passará a considerar um novo critério de cálculo: a cidade de origem de cada paciente. A partir desta sexta-feira, o estado passa a considerar, na análise, o número de pessoas que vieram de fora e que se internaram em cidades de outras regiões. Se o saldo impactar nos indicadores do cálculo final de um determinado território, ele não não vai ter a bandeira agravada.O novo item já vai ser levado em consideração na rodada desta sexta-feira (31). Da sexta seguinte em diante, o mapa de Distanciamento Controlado passa a contar com 21 regiões.

Segundo informações preliminares do governo, a região que unifica atualmente R9 e R10 – incluindo Porto Alegre – deve gerar uma nova região. As cidades que irão integrar este novo grupo ainda estão em análise.

Atualmente, as regiões R9 e R10 estão com protocolos de bandeira vermelha, alto risco, no modelo de Distanciamento Controlado e englobam 25 municípios do território gaúcho. A nova configuração passa a ver a partir da próxima leitura de bandeiras, que ocorrerá neste sábado.

AUOnline

Foto: Divulgação/Governo do RS

Copyright 2017 © Todos os direitos reservados - Rádio Tapejara FM 101.5. contato@radiotapejara.com.br
52.438.852 de acessos desde 2009