24 fevereiro 2020 | 08h12
  1.7K
Compartilhar      
Justiça suspende atividade de empresa de bovinocultura leiteira em Áurea
Decisão acolheu pedido no Ministério Púbico de Gaurama

Atendendo pedido da Promotoria de Justiça de Gaurama em ação civil pública, a Justiça suspendeu as atividades de uma empresa de produção de leite em Áurea, na região norte do estado. A decisão, assinada na última segunda-feira, 17, julgou procedente o pedido liminar do promotor João Francisco Campello Dill, em razão de dano ambiental provocado pelo manejo incorreto de dejetos vinculados à atividade leiteira. A multa para o não cumprimento é de até R$ 500 mil.

Na propriedade, foram encontradas diversas infrações, além do despejo de excrementos nos arroios, resultando em contaminação das propriedades vizinhas, não era feito o descarte adequado das carcaças de animais mortos, além da falta de construção de valas adequadas de silagem, falta de observância do perímetro da pastagem e do manejo adequado de agrotóxicos.

A proprietária da empresa terá 20 dias para a remoção dos animais do local e só terá liberação para retorno das atividades após a aprovação de um projeto de adequação das instalações por órgão competente, bem como depois de obter licença ambiental para a atividade de bovinocultura leiteira.

Fonte:

Atmosfera

Copyright 2017 © Todos os direitos reservados - Rádio Tapejara FM 101.5. contato@radiotapejara.com.br
51.371.885 de acessos desde 2009