09 novembro 2019 | 07h53
  1.4K
Compartilhar      
Golpe do aluguel faz pelo menos três vítimas nos últimos dias em Passo Fundo

Três pessoas procuraram a polícia nos últimos dias para registrar que foram vítimas de um golpe que esta sendo aplicado em Passo Fundo. Trata-se do falso aluguel.

Em todos os casos os golpistas postam anúncios na internet oferecendo imóveis para aluguel, cobram um mês adiantado e entregam as chaves de um local que não lhes pertence.

Em um dos casos registrados na Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA) nesta quinta-feira, 7, a vítima viu um anúncio de uma residência localizada na Rua Padre Geraldo bairro Lucas Araujo. Vítima e golpista se encontraram no centro da cidade e acertaram a entrega das chaves e a cobrança de um mês de aluguel adiantado no valor de R$ 600. Também ficou acertado que o contrato seria realizado na semana seguinte.

Ao chegar na residência que teria sido alugada, a vítima se deparou com outras pessoas morando no local. Ao conversar com os moradores, estes desconfiaram que também teriam caído em um golpe pois a pessoa de quem haviam alugado o imóvel teria desaparecido. Posteriormente as vítimas tiveram conhecimento que a casa esta sendo alugada por uma imobiliária e desconfiam que a locadora deve ter pego as chaves na empresa, feito cópia e aplicado o golpe como se a casa fosse de sua propriedade.

Em outro caso mais uma pessoa teria caído no golpe ao alugar uma casa que havia sido anunciada no Facebook. Neste episódio, a vítima teria ido conhecer o local anunciado e chegou a um acordo com a locatária que cobrou antecipadamente o valor de R$ 650 adiantado. Ao se dirigir até o imóvel para fazer a limpeza do local, encontrou outras pessoas que também disseram ter alugado a casa.

Uma outra ocorrência semelhante foi registrada na DPPA onde a vítima alugou e pagou adiantado o valor de R$650 por uma casa localizada na Rua Ludovico Delameia no bairro Vera Cruz. Ao ir até o imóvel o locatário tomou conhecimento que a residência esta para aluguel em uma imobiliária da cidade.

Em todos os casos a pessoa que estava locando o imóvel desaparece após cobrar o valor referente ao primeiro mês de aluguel e deleta os anúncios do Facebook.

A polícia civil investigará os casos.

Fonte:

Uirapuru

Copyright 2017 © Todos os direitos reservados - Rádio Tapejara FM 101.5. contato@radiotapejara.com.br
50.259.349 de acessos desde 2009