07 novembro 2019 | 09h42
Atualizado em 07 novembro 2019 | 11h38
  7.9K
Compartilhar      
Família encontrada morta a tiros em Chapecó
Polícia suspeita de homicídio seguido de suicídio

A família encontrada morta dentro de um apartamento na manhã desta quarta-feira (6), em Chapecó, foi identificada. De acordo com a polícia, os corpos são de Michael Ribeiro Lopes de Gois, de 32 anos, Eliane Mayeski de Gois, de 27 anos e da criança Elisa Mayeski de Gois, de 3 anos.

As três pessoas foram localizadas mortas por volta das 11h, em um apartamento na rua São Pedro, no bairro Pinheirinho em Chapecó/SC.

De acordo com a Polícia Militar, a equipe foi acionada pelo síndico do prédio. “De manhã ele ouviu um estampido, que não chamou muito a atenção, pois a acústica do local é boa. Depois, o patrão de ambos entrou em contato informando que eles faltaram no trabalho e a criança não foi à escola”, disse o sargento Márcio Garcias.

A polícia esteve no apartamento e entrou no local com a ajuda de um chaveiro. Garcias afirma que Eliane foi morta com tiro na cabeça, na cama do casal. Já a filha do casal levou um tiro nas costas. Michael foi localizado com um disparo na cabeça.

O crime teria ocorrido por volta das 6 horas, quando Eliane e Elisa dormiam. Vizinhos relataram que ocorreu uma discussão entre o casal por volta das 5 horas.

O IGP (Instituto Geral de Perícias) e a Polícia Civil permaneceram por mais de quatro horas dentro do apartamento, em buscas de informações sobre a motivação do crime.

Conforme a PM o marido possivelmente pegou a arma foi até o quarto e atirou na criança pelas costas, acordando a esposa e atirou na cabeça da esposa que tentou se defender com o braço. Na sequência ele se dirigiu até a sala, sentou no sofá e se deu um tiro na cabeça. Algumas fontes relataram que o corpo do homem foi encontrado ao lado da cama da criança.

Segundo familiares a arma encontrada com Michael pertencia ao pai dele, que morreu há cerca de oito meses. O revólver foi recolhido. A DIC (Divisão de Investigação Criminal) investiga o caso.

Foto: Arquivo pessoal/Divulgação

Fonte: https:ndmais.com.br www.chapeco.org

Copyright 2017 © Todos os direitos reservados - Rádio Tapejara FM 101.5. contato@radiotapejara.com.br
50.259.251 de acessos desde 2009