08 outubro 2019 | 08h28
  1.1K
Compartilhar      
Jornalista tapejarense vence prêmio de jornalismo

O Jornal do Comércio conquistou o primeiro lugar no Prêmio de Jornalismo da Justiça Eleitoral do Rio Grande do Sul com o programa #MinutoCidadão. O conteúdo em vídeo e em linguagem simples e direta, apresentado pela jornalista tapejarense Bruna Suptitz, entrou no ar em agosto de 2018, no site do JC, para ajudar os leitores a saber mais sobre as regras e como funciona o processo de uma eleição no ano do maior pleito da história do Brasil até agora.

O material também ganhou destaque na versão impressa e foi reconhecido na segunda edição do prêmio promovido pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE) do Rio Grande do Sul em parceria com a Associação Riograndense de Imprensa (ARI).

Ao longo da veiculação, com 36 programas inéditos até o segundo turno, a equipe do site do JC e editoria de Política também abriu canais para leitores e internautas enviarem dúvidas e sugestões de tópicos que inspiraram vídeos. Os programas levados ao ar estão disponíveis no canal do JC no YouTube e no site do JC.

Os vídeos eram apresentados pela jornalista Bruna Suptitz; com imagens de Claiton Dornelles, Mariana Carlesso e Luiza Prado; produção e edição de Amanda Breitsameter, Henrique Riffel e Patrícia Comunello; arte de Tiago Machado; e edição de Paula Coutinho e Paulo Antunes.

Representantes do TRE do Rio Grande do Sul e da ARI e membros da comissão julgadora definiram os finalistas do 2º Prêmio de Jornalismo da Justiça Eleitoral do Rio Grande do Sul. O concurso de reportagens teve 49 inscrições. Os trabalhos jornalísticos deveriam tratar dos seguintes temas: eleições, Justiça Eleitoral, cidadania e democracia, política e reforma eleitoral. Na entrega da premiação, realizada no fim da tarde desta segunda-feira (7), no plenário do TRE, houve também uma homenagem especial ao jornalista Armando Burd.

A presidente do TRE-RS, a desembargadora Marilene Bonzanini, destacou que as reportagens inscritas trataram de temas essenciais para a atuação da Justiça Eleitoral, citando que o apoio dos jornalistas foi essencial em meio a ataques sofridos e fake news sobre a urna eletrônica "O prêmio é um reconhecimento ao trabalho dos profissionais. Espero que vocês continuem a impulsionar a Justiça Eleitoral", projetou Marilene.

O presidente da ARI, Luiz Adolfo de Souza, reforçou que os conteúdos ajudam na decisão do eleitor ao abordar regras do pleito e propostas de candidatos e fazer análise. "Nunca precisamos tanto do Jornalismo como nos dias de hoje", ressaltou Souza.

Confira todos os vencedores:

Categoria Profissionais

1º Minuto Cidadão, série em vídeo veiculada nos canais do Jornal do Comércio, jornalista Patrícia Comunello e equipe da Redação

2º Nem fascistas, nem teleguiados: os bolsonaristas da periferia de Porto Alegre, publicado no jornal El País Brasil, jornalista Naira Hofmeister de Araujo

3º Urna eletrônica completa 22 anos sem registros de fraudes, publicado em GaúchaZH, jornalista Juliana Bublitz

Destaque Acadêmico

Datafolha registra maior intenção de votos brancos e nulos desde 1989, publicada pelo coletivo Iguana Jornalismo, escrita pelos estudantes Júlia Ozorio de Abreu (Ufrgs) e Rafael da Silva Pereira (Ulbra)

Fonte: Jornal do Comércio

Copyright 2017 © Todos os direitos reservados - Rádio Tapejara FM 101.5. contato@radiotapejara.com.br
50.093.323 de acessos desde 2009